Como chegar no Uruguai — uma opção barata

Gastamos menos de R$ 300,00 para fazer o trecho Rio de Janeiro x Punta del Diablo, no Uruguai, sem passar perrengue ou ter que pedir carona. Vale a pena conferir!

Sei que muitos de vocês devem estar se perguntando porque escolhemos Pelotas como o nosso primeiro “destino”, já que indo para lá não aproveitaríamos melhor o Brasil e também não estaríamos indo para um dos nossos países vizinhos.

Pois bem, quando decidimos que daríamos esse passo, as certezas que tínhamos eram poucas, mas tínhamos um objetivo: chegar em Ushuaia— e foi por isso que escolhemos não começar o projeto por terra desde o Rio de Janeiro, para tentar dar uma acelerada.

Ao mesmo tempo, não queríamos ir direto para lá, porque perderia um pouco do sentido e as passagens aéreas direto para o Uruguai e/ou Argentina acabavam ficando muito caras.

Vimos em Pelotas uma boa opção para economizar e acelerar a nossa viagem e se você ficou interessado, vamos compartilhar abaixo:

casal faz mochilão pelo mundo

Chegou a hora

Saímos do Rio de Janeiro no dia 04 de outubro em um voo para Pelotas. Apesar do nosso roteiro começar de fato no Uruguai, encontramos nessa opção uma possibilidade para economizar. Escolhemos Pelotas pela proximidade com a fronteira e por termos conseguido uma passagem por 13 mil milhas pela companhia aérea Azul.

Embarcamos no voo às 6h30, mais ou menos, e chegamos em Pelotas por volta das 13h. O horário ficou estendido, porque o nosso voo teve 2 conexões — o que isso quer dizer? que pegamos 3 aviões diferentes e por isso tivemos 3 lanches \o/.

Na entrada do aeroporto de Pelotas tem um “ponto de ônibus”, não é muito bem demarcado, mas como a cidade é pequena, o motorista vai parar de qualquer jeito.

Planejávamos ir para a casa do nosso couchsurfing, porque queríamos continuar a viagem no dia seguinte bem cedo, e por isso pegamos um ônibus do aeroporto até o centro — é só pegar o ônibus que passa em frente, eles não usam muito os números. rs

No dia seguinte, quando estávamos indo para a rodoviária, pegamos o ônibus com o letreiro Interbairros, no centro de Pelotas, que deixa na estrada em frente a rodoviária, não tem como errar. Esses ônibus modais custam R$ 3,05.

Próxima parada: Chuí

É possível chegar ao Chuí — cidade que faz fronteira com o Uruguai — pegando um ônibus na Rodoviária de Pelotas por R$ 57,00. O guichê não aceita pagamento com cartão de crédito, apenas débito ou dinheiro.

A viagem é super tranquila, apesar de durar umas 4h. É ônibus de viagem mesmo, com poltrona reclinável, cortina e banheiro.

Quisemos pegar o ônibus no primeiro horário, porque não sabíamos como seriam os trâmites no Chuí. No entanto, é possível verificar os demais horários do ônibus através desse site, bem como os seus preços.

Saímos às 9h e chegamos por volta das 13h. Uma extensa avenida caracteriza a fronteira entre Brasil e Uruguai. Sendo no lado brasileiro chamada como Avenida Uruguai e no lado uruguaio a Avenida Brasil.

Localizado no extremo sul do Estado do Rio Grande do Sul, Chuí é um pequeno município brasileiro, com aproximadamente 6mil habitantes, distribuídos entre brasileiros, uruguaios e árabes — sim, árabes palestinos envolvidos ao comércio — e uma infinidades de freeshops, no lado uruguaio.

Ou seja, se você não estiver em uma viagem super econômica, vale a pena aproveitar o preço dos produtos livres de impostos antes seguir sua viagem.

No lado brasileiro não tem freeshop, mas tem lojas com preços convidativos.

fronteira com o uruguai

Destino final: Punta Del Diablo

Do Chuí você consegue pegar o ônibus para alguns destinos do Uruguai como Punta Del Diablo, para onde fomos rs, Punta Del EsteMontevidéu. Vimos 4 agências que prestam esse serviço: Rutas Del Sol, Cynsa, Cot e Chago. Ambos tem partida em La Plaza, que fica no final da rua das próprias das agências.

Nós viemos com a empresa Rutas Del Sol, no horário das 16h45, pagando 94 pesos cada passagem — R$ 10,99. Pesquisando os preços, percebi que não ha muita diferença entre uma empresa e outra, o que vai influenciar na escolha será o horário mesmo.

Só é preciso ficar atento para quem vem a Punta Del Diablo, porque em determinados horários os ônibus não passam pela praia, se limitam ao terminal. Com isso, você vai precisar percorrer uns 2km aproximadamente até chegar ao vilarejo. Ou seja: perguntem! Quando o ônibus vai até a praia eles costumam dizer que o ônibus vai até o pueblo.

Após um pouco mais de 1h de viagem chegamos em Punta Del Diablo. Um vilarejo lindo, calmo e despretensioso.

Aconselho que fiquem ligados aqui, porque essa cidade é um encanto e foi paixão a primeira vista. Tínhamos planos de ficar por uns dois dias, mas não deu, tivemos que estender nossa estadia.

Quanto custou chegar no Uruguai

Vou deixar aqui um quadrinho com o resumo do quanto gastamos para chegar no Uruguai saindo do Rio de Janeiro.

como-chegar-ao-uruguai

Todos esses gastos foram para o casal. Lembrando que ficou bem barato assim porque tínhamos milhas para trocar por passagem aéreas; 13 mil cada passagem. Na verdade, estava custando 11mil, mas como demoramos a decidir, tivemos que pagar 13.

Valeu muita mais a pena, não é mesmo?

imigração no Uruguai

Nosso primeiro carimbo no passaporte! Quanto amor! ♥

Algumas considerações:

  • Na região do Chuí só encontramos três agências bancárias: Bradesco (Av. Uruguai, 479), Banco do Brasil (Rua Peru, 1381) e Banrisul (Rua Peru, 1385). Se você é do Itaú ou demais bancos, senta e chora.
  • O melhor câmbio que encontramos foi na Val Servicios Financeiros. A casa fica praticamente em frente ao Restaurante Mar de La Plata, só que no lado Uruguaio. Conseguimos trocar o real por 8,55 pesos.
  • Se você estiver seguindo viagem com uma das agências de ônibus listadas acima, não se preocupe com a Imigração ao chegar no Urugai. Todos os ônibus fazem a parada para você levar o carimbo no passaporte ou receber o cartão de visitação.
  • A única companhia aérea que faz esse trecho do Rio de Janeiro até Pelotas é a Azul, por isso é bom ficar de olho nas promoções que a empresa faz para transferência de pontos do cartão de crédito. Foi assim que conseguimos transformar os nossos quase 6 mil pontos em pouco mais de 11 mil milhas.
  • Uma outra opção, é pegar um avião para Porto Alegre e de lá tomar o ônibus até o Chuí. A vantagem é que o trecho RJ x POA é possível conseguir a partir de 5 mil milhas. No entanto, a passagem do ônibus fica um pouco mais cara, uns R$ 115,00 e ainda irá te custar 8h de viagem. Tudo vai depender do quanto você tem disponível.

Essa foi a opção mais barata que conseguimos para chegar até o Uruguai, mais precisamente até Punta del Diablo. Vocês tem alguma outra sugestão para compartilhar?

Venha conhecer o mundo de carona com a gente!



  • Ana SCRCO

    Foi muito bom conhecer a história de vocês em Punta del Diablo, ainda no ponto de partida.
    Abraço e sucesso na viagem!!

    • Yuri

      Muito obrigado pelo apoio, Ana 🙂

  • Depende muito, Paula!

    Nós adoramos dirigir e viajamos muito de ônibus, então sentimos falta de uma certa liberdade de horário, de poder curtir as paisagens das estradas, de poder parar onde quiser, de poder no dormir no carro etc.

    No ônibus, por outro lado, você não precisa estar atenta durante toda a viagem, pode ir dormindo, descansando… além de provavelmente ser muito mais barato e ter a segurança de um motorista que já conhece a região e suas variações climáticas.

    Eu não tenho os valores, mas eu chutaria que de ônibus, em geral, seja mais barato, mas talvez valha a pena alugar um carro e pagar gasolina se você tiver em um grupo grande pra dividir a conta e a direção. Só botando no papel mesmo, porque também depende do país.

    A nível de comparação, dois exemplos:
    De Chaltén para Bariloche, na Argentina, foi a viagem mais longa e passagem de ônibus mais cara que já pagamos: 500 reais cada um na alta temporada.
    Usando esse site http://www.mapeia.com.br para ajudar a calcular, jogando a gasolina a 5 reais (não faço ideia de quanto esteja valendo na Argentina) e botando que o carro faça só 10 km/litro, o custo de gasolina ficaria em R$ 692,00 em uma viagem de 17h, ou seja, tem que adicionar duas diárias do aluguel aí. Nesse trecho me parece ser vantajoso financeiramente ir de carro.

    Já de Santiago para San Pedro de Atacama, no Chile, usando os mesmos dados superestimados, o valor total ficaria em R$ 815,00 para também 17h de viagem, ou seja, deve considerar também o aluguel do carro (ou a manutenção, caso não seja alugado). Considerando que a passagem de avião custa uns 200 reais e a de ônibus também fica por aí ou até menos na baixa temporada, esse trecho já não parece tão vantajoso. A não ser, como disse, que você esteja em um grupo grande.

    Minha conclusão é, depende! Hahahahah
    Eu, como curto dirigir, acho que vale a pena pagar um pouco a mais para curtir a viagem de carro e ter liberdade e outras vantagens que ele proporciona. Aí já é contigo.

    Só reiterando que esses valores são superestimados, né. Acho que nenhum país tá cobrando 5 reais por litro de gasolina aqui na América do Sul, na estrada é comum fazer mais de 10 km/litro e, dependendo do carro, pode ser até outro combustível mais barato, como o diesel, em vez da gasolina.