Como economizar dinheiro no Uruguai usando cartão de crédito ou débito

Quer saber como economizar no Uruguai usando o seu cartão de crédito ou débito? Então você precisa ler esse texto e ficar por dentro de como funciona a devolução do IVA no país.

Quer economizar no Uruguai? Então você precisa ler esse texto.

Antes de mais nada, a gente precisa dar essa notícia de primeira mão: nós iremos fazer uma expedição pela América do Sul. E o primeiro país, fora do Brasil, que iremos passar será o Uruguai. Ou seja, vai ter chuva de posts sobre os países sul americanos sim! E como bom viajantes que somos, manteremos a premissa de gastar pouco para viajar mais.

E em meio as nossas pesquisas sobre o Uruguai para economizar de todas as formas possíveis, eis que nos deparamos com o IVA.

A fim de estimular o turismo no País, foi publicada, no Uruguai, a Lei 17934 em 02/01/2006 e desde então vem trazendo benefícios para turistas estrangeiros com a devolução do IVA (Imposto sobre Valor Agregado) nos gastos com restaurantes, locação de carros, hospedagem e aluguel por temporada, cada um com suas particularidades.

Está boiando no assunto e ainda não conseguiu perceber como vai economizar dinheiro nessa história? Vamos lá que eu vou tentar explicar.

IVA nos restaurantes

Com a atual lei de benefícios aos turistas não-residentes, será reembolsado aos mesmos 18,5% referente ao IVA sobre o serviço, desde que as contas sejam pagas com cartões de crédito ou débito emitidos no exterior. Sim, esse benefício, no caso do restaurante, só é válido para pagamentos realizados com cartões. Nesses casos, o valor do reembolso é automático, não se fazendo necessário realizar nenhum tipo de pedido.

Em um dos muitos lugares que pesquisei sobre o assunto, encontrei um exemplo bem prático e real em um antigo post do blog viaje na viagem e resolvi trazer para deixar mais claro o efeito desse reembolso para vocês.

Exemplo

Vamos considerar uma conta de 1.952 pesos e um câmbio com conversão de 9,50 pesos por 1 real – esse foi o câmbio que eles conseguiram na época. Ao pagar com o cartão, a conversão do Itau Card resultou em R$ 198,51. Isso sem considerar o IOF e a devolução do IVA. Ou seja, um câmbio de 9,83.

Após acrescentar o IOF, a conta passou de R$ 198,51 para R$ 211,17, assim consideraríamos um câmbio de 9,24 ( bem abaixo do valor da casa de câmbio que foi apresentado no início do exemplo, não é mesmo?). Esse seria o reflexo se não existisse a devolução do IVA.

No entanto, considerando o valor a ser reembolsado referente ao IVA que veio descrito no extrato deles de R$ 33,09 ou 320,08 pesos, o valor que era de 1952 pesos no final das contas custou 1631,92 pesos ( R$ 165,42). Acrescentando o IOF nesse valor, a conta final ficou em R$ 175,97.

Tandory

Sendo assim, no frigir dos ovos, o valor do câmbio transformando 1952 pesos em R$ 175,97 foi de 11,09. Bem mais vantajoso que os 9,50 inicial. Além de você juntar milhas no cartão, se for o caso.

Ficou fácil perceber os efeitos de pagar as contas dos restaurantes no cartão, certo? Segundo relatos, cartões da bandeira visa exibem o reembolso na hora do pagamento. Já nos cartões MasterCard, o reembolso virá discriminado na fatura. Ainda não temos como confirmar, assim que a nossa viagem se realizar, voltaremos aqui para atualizar o post.

Outros benefícios que a lei oferece

Além do reembolso do IVA no setor gastronômico, conforme informado acima, a lei 17934 oferece algumas outras vantagens para os turistas estrangeiros:

  • Hotéis;
  • Aluguel de Carro;
  • Aluguel para temporada;
  • Tax-free nas compras

Sei que o tema central da postagem é a economia de dinheiro usando os cartões, mas informação nunca é demais, não é mesmo?

Hotéis

Nesse caso, o IVA é zero para os clientes que apresentarem e comprovarem a sua nacionalidade estrangeira com seus passaportes ou identidades e o cartão de entrada. Atenção: nessa opção, não há o reembolso do IVA, pois o mesmo não é cobrado. No momento do pagamento das suas diárias, o valor calculado já terá desconsiderado o valor do tributo – confirme!. Além disso, aqui o benefício não fica restrito ao pagamento com o cartão. A condição é ser não-residente.

Aluguel de Carro

No que diz respeito ao aluguel de carro, o princípio é bem parecido com os restaurantes. É feita uma devolução de 18,5% do valor pago. Não consigo precisar, nesse momento, se esse benefício vale apenas para os cartões de crédito e débito ou se o travel-money se encaixa nessa quesito. De qualquer forma, quando a gente aluga um carro, a locadora bloqueia um valor referente ao calção, se você estiver usando o TVM, vai ter boa parte do saldo bloqueado.

Aluguel de Temporada

Os turistas que forem alugar um imóvel para a temporada poderão fazer uso da devolução de 10,5% do valor total do aluguel. No entanto, isso só acontece se o arrendamento for feito em imobiliárias devidamente cadastradas. Esse benefício só alcança os não residentes que fizerem o pagamento com cartão de débito ou crédito internacional. Antes de fechar o negócio, confirme todas as suas dúvidas.

Tax-free nas contas

Esse benefício demanda um pouquinho mais de trabalho, mas pra economizar, a gente faz tudo, não é mesmo?

Esse benefício atinge os artigos que você traga de volta da sua viagem. Tais como perfume, eletrônico e roupas. Se você fizer as compras em lojas que tenham aderido ao programa tax-free, no momento do caixa, peça o documento de devolução de imposto. O preenchimento desse documento ora pode ser feito por você, ora pela própria empresa.

Quando for retornar da sua viagem, dentro do aeroporto, procure o guichê da tax-free. É possível que eles solicitem além da nota fiscal e formulário, as mercadorias – portanto, cheguem cedo ao aeroporto.  Nesses casos, o valor a ser reembolsado também refere-se ao 18,5%.

A devolução só é feita se a sua volta for feita por algum desses pontos: Aeroporto de Montevideo (Aeropuerto Internacional de Carrasco), Aeroporto de Punta del Este (Aeropuerto de Laguna del Sauce), porto de Montevideo, porto de Colonia, Terminal de Passageiros de Cruzeiros de Punta del Este, Ponte Salto – Concordia, Ponte Paysandú – Colón e Ponte Fray Bentos – Puerto Unzué.

Já conhecia esses benefícios? Conhece mais algum não listado no texto? Nos ajude a economizar o máximo possível no Uruguai.



  • Helenna Pizoni

    Oii gente!
    Descobri o projeto de vcs pesquisando sobre a vacinação pra america do sul.
    Eu e meu namorado tbm vamos fazer essa viagem!
    Por enquanto vai ser só América do Sul mesmo,depois voltamos pro Brasil. Mas pro RJ onde moramos atualmente acho mais dificil.
    Vou acompanhar vcs por aqui!
    Bjs e boa sorte nessa nova etapa

    • Yuri

      Que irado, Helenna!
      Nosso plano inicial também é só a América do Sul, mas se tudo der certo pode ser que a gente siga para a América Central quando chegarmos na Colômbia… vamos ver o que o futuro nos reserva.
      Desejamos toda a sorte do mundo pra vocês também e quem sabe não nos esbarramos no caminho?

  • Marcos Paulo Galvão

    Ótima informação!! Vontade de viajar eu tenho, só me falta o dinheiro!

    • Juliana Noronha

      Esse é um problema que afeta muitas pessoas, inclusive a gente.
      Tem algumas formas de amenizar os custos, como hospedagem, por exemplo. Dá uma olhada nesse post: http://paraondefomos.com.br/5-dicas-para-economizar-com-hospedagem/
      Abraços!!

      • Marcos Paulo Galvão

        Adorei!! Curti todos os posts. Agora tenho mais confiança pra viajar.

        Em 16 de março de 2017 14:41, Disqus escreveu:

        • Juliana Noronha

          Que bom, Marcos!!
          Fico feliz com isso!
          Abraços!