Torres del Paine — o que levar para o trekking

Está pensando em incluir Torres del Paine na sua próxima viagem? Saiba que é uma excelente ideia. Confira aqui tudo o que você precisa levar para fazer o trekking da melhor forma possível!

Quando se planeja um trekking extenso como o de Torres del Paine, é normal ficar em dúvida sobre o que levar; seja na questão da comida, vestuário ou equipamento. Essa dúvida também pairou nossas cabecinhas, que, até então, nunca haviam feito circuitos com mais de um dia.

Então, antes de partir para a caminhada, pesquisamos muitos e conversarmos com outros viajantes, no intuito de conseguir planejar com excelência o que levar para o Parque. Cada um tem a sua sugestão, o que considera pró ou contra e toda a informação é válida. Até porque essa é uma questão muito pessoal e só deve ser usada como base. Ou seja, no fundo, só você sabe o que e quanto vai precisar.

Dessa forma, fizemos a nossa lista com o que considerávamos essencial e agora vamos compartilhar com vocês. Tentei fazer o texto da forma mais detalhada possível para que fique mais fácil adaptar de acordo com cada necessidade. Todas as informações listadas abaixo tiveram como base um trekking de nove dias para duas pessoas.

Além de listar o que levamos, aproveitei para fazer uns comentários sobre o que deu certo ou não e também com o que faltou ou que precisamos comprar no meio do caminho.

Barraca: o que levar para Torres del Paine

Nossa humilde, mas resistente, Barraca Eusébio Dome I

Refúgio x camping

Antes de pensar qualquer coisa sobre quais itens você precisa levar para Torres del Paine, a sua primeira decisão tem que ser em qual dessas opções você vai dormir. E se você está disposto em comprar as refeições oferecidas nos refúgios ou até mesmo alugar os equipamentos no acampamentos.

Sim, os preços não são nada “amigos”, mas as empresas que operam no parque oferecem equipamentos tais como barraca, saco de dormir e colchonete para os que preferem não ter que carregar. A outra opção também é comprar café da manhã, almoço e janta nos refúgios. Dessa forma, só precisaria levar alguns aperitivos para comer entre um refeição e outra.

No entanto, esse texto tem como base o Circuito Maciço Paine — mais conhecido como circuito O, onde levamos todas as nossas comidas e equipamentos para nove dias de caminhada.

Comida — o que levar para Torres del Paine

A partir de agora é preciso ter como premissa que tudo o que escolher levar, será carregado por você. Ou seja, vai precisar fugir do pensamento “e se”. Eu uso muito um estilo de pensamento em situações como essa: se ficou em dúvida se deve levar ou não, não leve. Se fosse realmente necessário, você não teria dúvida.

Café da manhã/lanche

  • 3 Milkas
  • 1 pacote de biscoito Wafer
  • 2 pacotes de Cookie do Toddy (melhor biscoito ever)
  • 8 barras de ceral
  • 21 pães ( um pão muito comum aqui no Chile, que lembra pão de hambúrguer. Durou uns 7 dias, depois disso começou a ficar duro)
  • 1 maionese (usamos muito no pão, para não comer seco. É muito prático e não estragou)
  • 1 saco de leite em pó 900g (pode parecer exagerado, mas detestamos leite aguado. Ou seja, coloco colheres generosas de leite)
  • 1 saco de Nesquik 200g (rendeu 6 copos)
  • 1 saco de achocolatado 200g (rendeu 8 copos)

Almoço/jantar

  • 3 pacotes de sopa (cada um rende 5 porções. É bom que não pesa, mas também não alimenta rs)
  • 1 pacote de torradas (aquele da Bauduco, para comer com a sopa)
  • 2 molhos de tomate 240g
  • 2 caixas de creme de leite 200ml
  • 2 1/2 pacotes de macarrão 400g cada ( aquele estilo parafuso, porque fica mais fácil para cozinhar na panela pequena)
  • 2 porções de arroz (tá, foi o equivalente a duas porções, pois era o restinho que tínhamos guardado na bolsa)
  • 2 pacotes de risoto 3 queijos 180g ( cada pacote rende 2 porções comendo ok)
  • 1 pacote de purê de batatas (não pesa quase nada e rende 8 porções. É só misturar com leite e água)
  • 2 pacotes de queijo ralado 80g
  • 2 cabeças de alho (detesto comida sem tempero)
  • 1 cebola
  • 1 saquinho de pimenta do reino (vale investir em temperos em pó, não pesa e ainda deixa a comida com um gostinho bom)
  • Alguns gramas de sal ( na verdade a gente tinha um saco pela metade e levamos tudo.
  • 3 pacotes de suco em pó

Apesar disso, tivemos que comprar mais comida durante o circuito. Isso porque quando estávamos planejando o que levar para Torres del Paine, consideramos que a quantidade de macarrão daria para ao menos 5 refeições. No entanto, só rendeu 3 refeições. Esse é um ponto que você precisa levar em consideração: você vai passar pelo menos umas 6h do seu dia caminhando e gastando toda a energia possível. Quando finalmente tiver comida de verdade na sua frente, a vontade é de comer até a panela; e foi o que aconteceu.

Infelizmente, a nossa compra não se limitou ao macarrão. Não tem jeito, a gente ama comer e a gente come muito. Então, abaixo deixo os itens que compramos pelo caminho

  • 3 pacotes de macarrão 400g cada
  • 1 sachê de molho de tomate 240g
  • 1 pacotinho de batata estilo Pringles
  • 3 pacotes de biscoito

Chega dói quando eu vejo essa lista, porque os preços são pesados. Podemos dizer que cada item fica na casa dos 10 reais.

Apesar dos pesares, posso afirmar que comemos bem durante os 9 dias que passamos fazendo o circuito.

O que levar para Torres del Paine: Bastões de caminhada

Comemorando a chegada no Paso Gardner

Vestuário — o que levar para Torres del Paine

Aqui o bicho pega um pouco. Digo isso porque não temos boas roupas para esse tipo de ocasião, principalmente quando se está na Patagônia, mas vamos lá.

Como falei acima, você está na Patagônia. O que isso quer dizer? Que você pode sair para a sua trilha do dia com ventos fortes e chuva e no meio da tarde se deparar com um sol forte. Sim, é mais comum do que você pensa.

Dessa forma, é preciso estar vestido no esquema de camadas, porque assim você pode ir colocando ou tirando as camadas conforme a necessidade. Acredite, é um verdadeiro bota casaco, tira casaco.

  • 1 corta-vento impermeável (nós não temos, levamos um casaco quase impermeável, mas faz toda a diferença)
  • 1 fleece (foi a peça que a gente mais usou. Só para adiantar, no fim desses 9 dias o cheiro não vai ser dos mais agradáveis)
  • 1 blusa segunda pele (só tivemos necessidade mesmo de usar em dois dias (para atravessar o Paso e no caminho para o Glaciar Grey)
  • 5 blusas normais para ir alternando nos dias (se não estiver chovendo, dá para lavar na noite anterior e deixar secando pendurado na mochila enquanto faz a trilha)
  • 1 calça para trekking ( na verdade eu fui com uma calça de fleece e o Yu com uma de secagem rápida, pois não tínhamos daquelas impermeáveis que viram bermuda)
  • 6 cuecas/calcinhas (pode parecer pouco, mas tem dois problemas sobre tomar banho: no acampamento Los Perros só tem água gelada e nos acampamentos públicos não tem ducha. Além disso, é facil lavar)
  • 1 calça para dormir (você não vai querer dormir com a calça que fez o trekking, né?
  • 4 pares de meia de trekking (é bom investir nessas meias, elas fazem toda a diferença para uma boa caminhada sem grandes prejuízos para os pés)
  • 1 par de meia para dormir (faz muito frio a noite, usamos umas meias térmicas).
  • 1 par de luvas (o ideal aqui são luvas impermeáveis, mas a gente só tinha aquelas comuns tipo de flanela)
  • 1 gorro (esse item parece bobo, mas é bem importante. A cabeça e as orelhas sofrem bastante com os fortes ventos)
  • 1 protetor de pescoço (no caso a gente levou um cachecol, mas não precisamos usar)
  • 1 par de chinelos (ao meu ver, é tão importante quanto qualquer outro item aqui. Seu pé com certeza vai pedir um chinelo a noite. Além do mais, é preciso fazer o trajeto pós banho até a barraca entre outras coisas)
  • 1 par de botas impermeáveis (um bom calçado faz toda a diferença. Encontramos pessoas que tiveram seus pés machucados já no primeiro dia por conta da bota)

Equipamentos – o que levar para Torres del Paine

Camping

  •  1 mochila cargueira 60L da Quechua (a gente decidiu levar só uma mochila cargueira e uma de ataque; péssima escolha, porque o peso não ficou bem destribuído)
  • 1 mochila de ataque (essencial para os dias que fazíamos um bate e volta)
  • 2 capas de chuva para mochila da Nautika (péssimo item, nossa mochila ficou super molhada)
  • 2 sacos de dormir da Quechua 5º (conseguimos suportar bem o frio, mas recomendamos que seja de pelo menos de 0º)
  • 2 isolantes térmicos (item fundamental para evitar o contato do saco de dormir direto com o chão frio)
  • 1 barraca Eusébio Dome 1 – 3 estações (compramos na Zona Franca de Punta Arenas, ela aguentou bem os fortes ventos, mas sabemos que não é a ideal. Além disso, enfrentamos chuva todos os dias sem problemas)
  • 1 fogareiro + gás ( para não ter imprevistos, recomendamos pelo menos duas latas pequenas de gás. No entanto, se acabar, é possível comprar nos refúgios por mais ou menos R$ 20,00.
  • 1 panela pequena com tampa/frigideirinha
  • 2 copos
  • 2 garfos, facas e colheres
  • Pratos descartáveis (só usamos uma vez, em todas as outras comíamos direto da panela)
  • Esponja + sabão em barra (até encontramos alguns detergentes e esponjas pelo caminho, mas não contem com isso)

Eletrônicos

  • Câmera Panasonic FZ70
  • Câmera de ação (uma câmera da Navicity que apelidamos de gopobre)
  • 2 celulares
  • 1 powerbank
  • 2 baterias extras para a câmera (nem precisamos usar, mas é melhor prevenir)
  • 1 filtro de linha (as tomadas são bem limitadas, sempre bom ter essa carta na manga)
  • 2 carregadores de celular

Outros

  • 1 par de bastão de trekking (é essencial para poupar energia, ajudar na postura e evitar alguns tombos. Geralmente as pessoas usam 1 par, mas como não tínhamos, a solução foi cada um ficar com um)
  • 1 canivete
  • 1 lanterna pequena
  • 1 garrafa pequena 600 ml (não precisa muito mais do que isso, boa parte dos caminhos possuem fontes naturais de água, pode beber tranquilo)
  • 10 saquinhos de zip-lock (bom para organizar e armazenar alimentos abertos)
  • Passaportes
  • Dinheiro (a entrada do parque só pode ser paga em dinheiro)

Kit de saúde e higiene — o que levar para Torres del Paine

  • 1 cartela de Cataflan
  • 1 cartela de Neosaldina
  • 1 cartela de Trimedal
  • 1  bisnaga de gelol
  • 1 hidratante labial (importantíssimo. Me arrependi muito de não ter levado um hidrante corporal, voltamos castigados)
  • 1 protetor facial
  • 1 repelente ( a gente não levou, mas sentimos falta. A noite aparecem muitos mosquitos rodeando a sua cabeça)
  •  1 sabonete (achei pouco, no último dia precisamos fazer milagre com ele)
  • 1 shampoo e condicionador (nós levamos o frasco inteiro por motivos de: não ter um menor. No entanto, fica a dica)
  • 2 toalhas de microfibra (aquelas que secam rápido)
  • 1 desodorante (porque ninguém merece, né?)
  • 1 caixinha de band-aid
O que levar para torres del paine mochila cargueira quechua

Nossa nada pesada — e torta — mochila cargueira.

Ufaaa! Sei que de início parece assustar, mas é bem tranquilo organizar tudo. Sem contar, que vale a pena cada esforço. Espero que a gente tenha ajudado a ter uma ideia sobre o que levar para o seu trekking em Torres del Paine.

Como falei acima, esses foram os itens que levamos considerando um casal fazendo o circuito “O” em nove dias. Veja aqui o quanto nos custou para fazer o circuito completo

Dica: antes de fechar qualquer hospedagem em Puerto Natales, verifique se a mesma oferece serviço de depósito de bagagem. Digo isso porque você não vai querer levar toda a sua bagagem, além de todos os itens necessários, para Torres del Paine, né?

Se você ainda estiver com dúvida em algum item, é só deixar aqui nos comentários. Teremos prazer em responder. 🙂

Não deixe de acompanhar as nossas redes sociais para ficar por dentro de todas as fotos desse lugar lindo: facebook, instagram, youtube



  • Caren Sales

    Nossa… Que post super completo!
    Amei a forma com que contou todos os detalhes !
    Um beijo

    • Juliana Noronha

      Oi, Caren!
      Obrigada, querida! 😀
      Um super beijo.

  • Luan Perez

    Parabéns pelo artigo, dicas completas!
    Desejo muitas viagens em 2017, abraço!

    • Juliana Noronha

      Obrigada, Luan!!
      Siiim, um 2017 cheião de viagens.
      Abraços!

  • Cristina Goia Ravazi

    Ju, que aventura!!! A começar por carregar tudo isso e sobreviver com poucas trocas de roupa! Mas esse é verdadeiro espírito desse tipo de viagem: carregar o mínimo necessário pra curtir o máximo! Adorei!

    • Juliana Noronha

      Oi. Cris!
      Sim, foi uma aventura e tanto. Por diversas vezes achamos que não iríamos conseguir terminar o trekking.
      Mas no final deu tudo certo e valeu muito a pena. ♥ estamos apaixonados por esse lugar.

      Beijos!

  • Márcia Silveira Pessoa

    Muito boas as dicas. É muito legal o teu lifestyle! O mundo é muito grande pra gente ficar apenas querendo conhecer !! Evru fizeste uma escolha, foi conhecer!! É isso aí guria. Um 2017 com muitas viagens pra todos nós. Bjs

    • Juliana Noronha

      Olá, Márcia!! Sim, não é uma decisão fácil, mas recompensa é enorme.
      Siiim, um 2017 recheado de viagens.
      Beijão!

  • Marlise Vidal

    Oi Juliana,
    Muito bacana as dicas!
    Abs, Marlise

  • Adriana Mendonca

    Guia detalhadíssimo pra quem quer fazer essa viagem, muito bom! Adorei as dicas.
    Ah, e que em 2017 venham muito mais viagens pela frente 🙂

    • Juliana Noronha

      Obrigada, Adriana!!

      Sim, muitas viagens !! 😀

  • Maria

    Cara, o roteiro de vocês tá genial, tem até lista de comidinha e remédio! MUITO obrigada pelas dicas, vão ser uma mão na roda!

    • Juliana Noronha

      obrigada!!! 🙂
      Beijo!

  • KEUL FORTES

    Post bem informativo! Parabéns.

    • Juliana Noronha

      Muito obrigada, Keul!! 🙂

  • Pedro Henriques

    Ao ler este texto fez-me lembrar os meus tempos de trekking nos Pirinéus e Picos da Europa! Artigo super util para quem vai fazer estas actividades! Bom 2017!

    • Juliana Noronha

      Muito obrigada, Pedro!!
      Feliz 2017 pra você também! 🙂

  • Ana Claudia Mota

    Olá Juliana, uma pergunta: com quanto tempo de antecedência vocês reservaram os refúgios? Vou fazer Patagônia no natal de 2017 e não consegui reservar nenhum.

    • Olá, Ana, vou responder pela Ju.

      Nós fizemos TdP acampando, vacilamos e deixamos para reservar nas 2 semanas anteriores.

      Resultado: não conseguimos nenhuma vaga em acampamento gratuito e por pouco nossa programação pra fazer o circuito não ficou comprometida por falta de vaga inclusive nos pagos.

      Mas, durante o trekking já, a gente esperou, trocou uma ideia e conseguiu vaga em dois campings gratuitos sem reservar.

      O que acontece é que, com esse sistema de reservas, a galera tem reservado pra garantir, mas nem sempre tem ido, deixando vago na hora e muita gente que precisaria sem.

      Por isso, a recomendação que ouvimos era de reservar com 6 meses de antecedência os gratuitos, pra conseguir vaga e garantir a sua.

      Já os pagos e os refúgios, acredito que você pode reservar com menos antecedência., já que são pagos. Mas, ainda sim, é bom garantir uns meses antes pra conseguir programar tudo certinho, já que a disponibilidade deles é bem menor que dos campings, né, que reservamos com duas semanas de antecedência. Especialmente se for na alta temporada…

      Você não conseguiu reservar por quê? Já está dando tudo ocupado ou não aparece a opção? Se for a segunda hipótese, tenta ver meses mais próximos pra confirmar com que antecedência você consegue reservar.

  • Juliana Noronha

    Olá, Filomena!
    Então, sinal de internet é zero em qualquer lugar do parque. hahahaha
    Mas no Gray, Paine Grande e Central tem internet paga. Não lembro agora quanto custou, mas em uma outra postagem aqui sobre torres del paine tem os preços.
    Beijos!

  • Juliana Noronha

    Opaaa! Tá chegando!! Boa trilha para vocês! Vão amar ♥

  • Juliana Noronha

    De bicicleta? Foda!!!
    Cara, não tenho muita informação para dar para esse trajeto de bici, fui boa parte dormindo 🙁
    Mas na região de Punta Arenas e Puerto Natales encontramos muitas pessoas viajando de bike.

    Sobre os campings, tem que reservar sim com antecedência, principalmente os gratuitos — acho que nem consegue mais para essa data. Tivemos que adiar em 1 semana a nossa ida para Torres del Paine porque não tinha mais vaga nos acampamentos. Maaaas, se quiser tentar a sorte, duvido que não deixem vocês acamparem.
    Você pretendem fazer o circuito O? Ou o W?