10 coisas que você precisa saber antes de viajar para o Uruguai (a número 3 é importantíssima)

O Uruguai é um país encantador, disso não tenho dúvida. Mas para tornar sua experiência ainda melhor, reunimos aqui tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Uruguai.

Podemos dizer que o Uruguai é aquele tipo de país que você não deposita muitas fichas, mas acaba por se surpreender. Perdoem-nos se eu enfeitar demais as características desse lugar. Mas sabe como é, né?! Esse país foi o primeiro destino da nossa viagem pela América do Sul. Temos um certo carinho.

Também não é para menos, o pequeno Uruguai possui cerca de 3,5 milhões de habitantes distribuídos em cerca de 176.220 Km2. Sendo que a maior parte reside em Montevidéu. Ou seja, não é incomum caminhar por suas minúsculas e quase despovoadas vilas. Podemos dizer que a parte litorânea do país apresenta uma beleza ainda em estado bruto.

O encanto do país deve ao seu estilo de vida um tanto quanto desacelerado e sua cultura movida pelo característico ritmo do candombe — que tem seu som proveniente de três tambores.

Se não bastasse, o país possui uma das menores taxas de analfabetismo do mundo. Menos de 2% da população acima de 15 anos é analfabeta. Além disso, possui uma medida que proíbe o uso de sal nas mesas dos restaurantes. Só é servido mediante solicitação do cliente. Menos sal, mais vida!

Enfim, todas suas particularidades é o que um país apaixonante! Portanto, se você está com viagem marcada para o Uruguai, não deixe de conferir nossa cartilha com tudo o que você precisa saber!

viajar para o Uruguai - Punta del Este

Um passeio pela orla de Punta del Este

1. Precisa de visto para visitar o Uruguai?

Por fazer parte do Mercosul — que reúne nações vizinhas como Brasil e Argentina — o Uruguai não exige visto de entrada para os brasileiros, podendo permanecer no país por até 90 dias.

Além disso, não é necessário a apresentação do passaporte. É possível viajar apenas com o RG, desde que tenha sido emitido a menos de 10 anos e esteja em perfeito estado.

Veja aqui todos os países que não exigem visto para os brasileiros!

2. Qual idioma do Uruguai?

O idioma falado no Uruguai é o espanhol. No entanto, devido a sua proximidade com o Brasil e o grande fluxo de turistas brasileiros, o seu portunhol não será um problema.

Para ajudar um pouco, vou listar algumas particulariedades do idioma e do país:

  • Cubiertos: a maioria dos restaurantes no Uruguai cobram pelos “cubiertos” que são basicamente os nossos talheres.
  • Propina: apesar de não ser cobrado, é praxe deixar a propina, ou melhor dizendo, gorjeta de 10% em bares e restaurantes.
  • Enchufe: sempre que você precisar carregar o seu celular, basta pegar donde tiene un enchufe?
Los Dedos - Punta del Este- Mochilando

Los Dedos – Punta del Este

3. Qual a moeda usada no Uruguai?

A moeda usada no Uruguai é o peso uruguaio. Se estiver em Montevidéu, saiba que o real é bem aceito, principalmente nos restaurantes — com taxas bem melhores do que as casas de câmbio. Nas áreas menores, é aconselhável usar pesos uruguaios.

Para quem chega ao país por terra cruzando a fronteira pelo Chuí, tem lá a sua melhor taxa de câmbio para trocar reais por pesos uruguaios. De qualquer forma, não tente fazer o câmbio ainda no Brasil. Via de regra, é sempre menos vantajoso. Leve o dinheiro em reais e troque no país.

Atualmente, a conversão está em 8,5 pesos uruguaios para 1 real.

Por fim, o Uruguai possui uma lei incentivo ao turismo que prevê a devolução do IVA (cerca de 19%) nos pagamentos em cartão de crédito internacional em restaurantes. Ou seja, usar o cartão de crédito no Uruguai é uma boa forma de economizar, mesmo considerando o IOF.

Além da devolução do IVA para restaurante, há também outros benefícios. Confira todos aqui!

4. O Uruguai exige seguro viagem?

Antes de mais nada, é preciso saber que, atualmente, o Uruguai apresenta boas condições sanitárias, ou seja, não há muitos riscos para a saúde.

No entanto, o Uruguai, apesar de apresentar o serviço de saúde pública, o mesmo só se estende para os locais. Os turistas precisam pagar pelo atendimento e não é barato. Não consigo passar valores precisos, porque graças a Deus não se fez necessário.

Contudo, no Portal do Itamaraty o conselho passado é que se não tiver seguro e estiver em regiões próximas com as fronteiras, o ideal é voltar ao Brasil para ser atendido. Pois pode custar valores expressivos ao turista.

Portanto, mesmo não sendo o Seguro Viagem uma exigência no Uruguai, recomendamos a contratação (caso o seu cartão não ofereça).

Em tempo, o Uruguai não exige certificado de vacinação contra a febre amarela.

Veja todos os países que exigem o seguro viagem

A loberia de Cabo Polonio

A loberia de Cabo Polonio

5. Viajar para o Uruguai é seguro?

O Uruguai é o segundo país mais pacífico da América Latina — perdendo apenas para o Chile —  e 35º do mundo.

A nível de curiosidade, foi o primeiro país que tentamos pegar carona e não tivemos problema. Se você não for adepto a esse estilo, não tem problema. Os ônibus entre as cidades são relativamente baratos.

6. Onde se hospedar no Uruguai

Posso dizer que tivemos sorte com esse quesito no país. Pegamos ótimos preços e excelentes localizações.

  • Punta del Diablo: El Diablo Tranquilo – uma opção bastante econômica e com uma boa localização. O café da manhã é simples, mas ok.
  • Punta del Este: The Trip Hostel – a localização é excelente, praticamente do lado do monumento Los Dedos e da rodoviária onde sai o ônibus para Casapueblo. O café da manhã é simples, mas gostoso (dei prejuízo com o doce de leite).
  • Montevidéu: Em Montevidéu optamos por alugar um quarto no Airbnb, conseguimos por menos de 60 reais a diária para o casal. Ficamos hospedados em no bairro Malwin. No entanto, o bairro de Pocitos é uma melhor opção.
  • Colônia del Sacramento: Hostel & Suítes del Rio era um hostel, mas com cara de hotel. Super recomendo também. O café da manhã simples, mas gostoso.

Veja aqui os melhores hotéis em Punta del Diablo, Punta del Este, Montevidéu e Colônia del Sacramento.

Povoado de Punta del Diablo

Povoado de Punta del Diablo

7. Transporte no Uruguai é bom?

O Uruguai não possui metrô, toda a locomoção é feita por ônibus, táxis e carros — também cabe uma bicicleta, já que a cidade é plana. Só precisamos usar o ônibus municipal em Punta del Este e Montevidéu e não tivemos problemas.

Se precisar de ajuda para encontrar as opções de ônibus em Montevidéu, basta usar o “Cómo ir”. Basta colocar a sua origem e destino que o site mostrará quais são as opções de ônibus. Uma mão na roda para turistas.

Sempre evitamos usar táxi e no Uurguai não foi diferente, principalmente após ouvirmos falar que eram bem caros. Mas, sinceramente, não faz a menor falta.

O que eu indico, no entanto, é alugar um carro para percorrer o país. As estradas são boas e as distâncias relativamente curtas. No entanto, se não optar por alugar um carro, saiba que a locomoção entre as cidades também é fácil e, relativamente barata.

Veja aqui o quanto gastamos com transporte entre as cidades no Uruguai!

8. Como é a gastronomia?

Apesar da comida sem sal, comparado aos nossos padrões brasileiros, o Uruguai é bem conhecido por sua culinária. Existem três opções realmente típicas no Uruguai das quais você não pode sair sem provar — mesmo que não goste:

  • Carne: A carne uruguaia é mundialmente conhecida. Tanto é, que o país é um dos líderes em exportação. Sem dúvidas, foi uma das carnes mais gostosas que já comemos em toda a viagem. Ir ao Mercado del Puerto é praticamente obrigação ao passar pela capital do país.
  • Doce de Leite: Sim, o doce de leite também é muito tradicional no Uruguai, assim como na Argentina. Existe até uma briga entre vizinhos para decidir qual o melhor. Podemos dizer que a Argentina soube vender melhor o seu peixe, digo, doce de leite. Mas o do Uruguai é igualmente bom e precisa ser provado (sugestão: Lapataia).
  • Mate: Equiparado ao nosso chimarrão, os uruguaios não saem de casa sem. É no ônibus, na praça, caminhando… eles estão sempre tomando. Existem até alguns pontos de abastecimento de água quente espalhados pela cidade. Particularmente, não gosto. Já tentei provar com açúcar, mas também não rolou. No entanto, vale a experiência.

De maneira geral, os preços dos pratos se equiparam com os das grandes cidades no Brasil. Por vezes, leva até uma pequena vantagem, dado a devolução do IVA. O ponto positivo é que são bem servidos. Muitas vezes é possível dividir para duas pessoas.

9. Quais são os tipos de tomada e corrente?

Todo o território do Uruguai possui uma corrente elétrica de 220v. Via de regra, os novos eletrônicos são bivolts, mas não deixe de conferir antes de plugar tomada.

Não há um único padrão de tomada no Uruguai. No entanto, boa parte das tomadas são as de três furinhos ou a de três barrinhas. Os modelos mais antigos de tomada do Brasil de dois pinos entram tranquilamente na tomada de três furinhos.

tomada viajar para o Uruguai viajar para o Uruguai tomada

Fonte: Viver Uruguay

10. A maconha é liberada no Uruguai?

Muitas pessoas tem a ideia de que chegará no Uruguai e vai ser maconha para tudo quanto é lado — de fato é, brincadeira! rs.

Em 2014 o Executivo promulgou a lei que regula a produção, distribuição e venda da maconha.  O intuito foi minimizar os riscos e danos, promovendo informação, educação e prevenção sobre o uso do produto — sério, como não amar esse país?

Desde então a plantação doméstica é permitida, sendo limitada a 6 mudas por pessoa. No entanto, plantar para vender é ilegal. Isso está a cargo do Governo, que iniciou a plantação após a aprovação da lei. Segundo notícias, as vendas serão inicializadas em julho de 2017.

Leia também:
Como economizar dinheiro no Uruguai usando cartão de crédito ou débito
Como chegar no Uruguai — uma opção barata
Cabo Polônio — um paraíso escondido no Uruguai
Punta del Diablo — nossa primeira agradável surpresa no Uruguai