Torres del Paine — quanto custa?

Sabe quanto custa um trekking de nove dias em Torres del Paine? Acredite se quiser, com menos de R$ 700,00 você consegue incluir esse destino na lista, considerando todos os gastos: transporte, alimentação, entradas e acomodação.

Sem sombra de dúvidas, essa é a pergunta que mais nos fazem: Quanto custa para fazer o trekking em Torres del Paine?. De antemão, já posso adiantar que não é dos programas mais baratos. No entanto, há algumas maneiras de tentar amenizar o custo — que foi o que fizemos.

Obviamente, não tenho como postar, em um único post, cada valor de cada item variável do parque. Portanto, vou deixar aqui todos os gastos que tivemos para fazer o circuito O em Torres del Paine, bem como alguns ganchos onde é possível economizar. Todos os gastos levaram em consideração um trekking de nove dias, onde acampamos e cozinhamos em todos eles.

Quanto custa o ingresso do Parque Torres del Paine

Nós fizemos o trekking em dezembro de 2016, mês de alta temporada. Dessa forma, segundo o calendário divulgado no site, o valor é de $ 21.000 pesos chilenos, o que converte em mais ou menos uns R$ 105,00.

Não tem jeito e nem negociação, para ingressar no parque é preciso desembolsar esse valor. Uma informação muito importante é que o Parque não aceita pagamento em cartão, somente dinheiro. Então, vá preparado.

Como estávamos em casal, pagamos os R$ 210,00 para entrar no Torres del Paine.

Se você quiser, é possível consultar de forma atualizada quanto custa o ingresso do Parque Torres del Paine aqui.

Quanto custa a acomodação em Torres del Paine?

Como falei acima, acampamos durante as 9 noites e essa é a maneira mais econômica — e intensa — de conhecer o parque. E três empresas controlam os acampamentos em Torres del Paine:

  • CONAF: administradora do parque e responsável pelos acampamentos Torres, Paso e Italiano.
  • Fantástico Sur: empresa privada responsável pelos acampamentos Central, Séron, Francês, Los Cuernos e Chileno.
  • Vertice Patagônia: empresa privada responsável pelos acampamentos Dickson, Los Perros, Grey e Paine Grande.

Os campings da CONAF são gratuitos e, obviamente, mais concorridos. Nós mesmos não tínhamos conseguido nenhuma reserva nesses campings, mas por sorte do destino ou providência divina, conseguimos as vagas conversando na hora: sendo uma no Paso e outra no Italiano.

De qualquer forma, você não pode contar com isso. Fomos em uma época “pouco concorrida”, já que era a semana do Natal. Para um melhor planejamento, a CONAF recomenda fazer a reserva com 6 meses de antecedência.

De forma resumida, o nosso roteiro foi o seguinte:

Roteiro Torres del Paine

Roteiro Torres del Paine

Se você quer saber de forma detalhada como foi matar um leão por dia, não deixe de conferir esse post com o nosso roteiro completo em Torres del Paine.

Pois bem, só de acomodação foram R$ 555,00. No entanto, é possível reduzir R$ 205,00 desse gasto total. Digo isso porque pagamos 10.000 pesos chilenos (aprox. R$ 50,00) pelo acampamento Grey, mas acabamos ficando no Paso que é gratuito.

Além disso, tiramos um dia de descanso no Paine Grande. Precisávamos desse dia; nosso corpo já estava reclamando. Com isso, tivemos que desembolsar mais R$ 60,00.

Por fim, a gente subiu para a base de Las Torres muito tarde, o que acabou nos obrigando a dormir mais uma noite no Central, já que o último ônibus sai às 19h30. Ou seja, mais R$ 95 reais.

Esse roteiro nos conferiu a oportunidade de executar o trekking da forma menos exaustante possível. Encontramos pelo caminho alguns viajantes que optavam por fazer longas caminhadas, seja por falta de tempo ou dinheiro. Como não éramos — nem somos — exemplos de preparo físico, escolhemos fazer o circuito O devagar, no nosso tempo.

Quanto vou gastar com alimentação para fazer o trekking em Torres del Paine?

Acho que de todo o texto, essa é a parte mais particular. É difícil fazer qualquer tipo de previsão, mas, de qualquer forma, vou mostrar quanto custou a nossa compra no mercado para fazer o treeking, bem como o que tivemos que comprar a mais já dentro do parque.

Veja a lista detalhada de tudo que levamos para fazer o Circuito O em Torres del Paine, é só clicar nesse link.

Em Puerto Natales tem um grande mercado: o Unimarc e é nele onde está concentrado a maior parte dos turistas. No entanto, há dois outros bons mercados na cidade: o Colo-colo que está localizado na Rua Bolivar, bem próximo à rodoviária e o um outro que eu esqueci o nome, mas que fica na rua principal do centro.

Para quem quer economizar, vale passar nesses três mercados antes de comprar.  Também vale por conta das variedades, como todos os turistas compram no Unimarc, é possível você não encontre determinadas coisas.

De todo modo, nós fizemos boa parte das nossas compras no Unimarc — nesse post tem a lista do que levamos para Torres del Paine. O valor total gasto com mercado, considerando todas as comidas que a gente levou foi de R$ 160,94.

No entanto, não foi o suficiente e tivemos que comprar mais algumas comidas dentro do parque com um preço nada amigável.

  • 3 pacotes de macarrão 400g
  • 1 sachê de molho de tomate 240g
  • 1 pacotinho de batata estilo Pringles
  • 4 pacotes de biscoito

Essas poucas coisas nos custaram aproximadamente R$ 79,00.

Ou seja, o total gasto com alimentação em Torres del Paine foi de R$ 239,94. Nada mal considerando que foram 9 dias, né? 9 dias comendo bastante.

Quanto custa o transporte para Torres del Paine?

Em Puerto Natales há empresas que fazem saídas regularmente em direção a Torres del Paine. A viagem dura cerca de 3h e custa 8.000 pesos chilenos — aproximadamente R$ 40,00.

Quando montamos o nosso roteiro para fazer o circuito O, decidimos que pegar carona seria uma opção de transporte até o Parque, porque assim economizaríamos 80 reais.

Até conseguimos uma carona, mas foi só até a metade do caminho: Cerro Castillo. Da cidade até o parque tivemos que pagar um transporte que custava R$ 25,00, cada. Além disso, depois que você chega na entrada do parque — que no nosso caso foi a portaria Laguna Amarga — é “preciso” pagar um transfer até o início da trilha. Coloquei entre aspas, porque é possível fazer esse trajeto caminhando. No entanto, são 7km sem muitos atrativos. Como ainda teríamos umas 6h de caminhada até o nosso acampamento, decidimos pagar os 3.000 pesos por pessoa.

Para voltar é a mesma coisa: um transfer do camping central até a portaria e depois o ônibus até Puerto Natales. Como estávamos com tempo, decidimos tentar uma carona até a portaria e dessa forma economizar 30 reais. Depois de quase 1h fomos prestigiados com a carona.

Dessa forma, o valor total que gastamos com transporte para ir e voltar de Torres del Paine foi de 155 reais, para o casal.

Demais gastos que tivemos para fazer o trekking em Torres del Paine

Vou listar aqui alguns gastos que tivemos para fazer o trekking, mas que não foram elencados nos tópicos acima, mas que podem servir para o seu planejamento também.

Bastões de caminhada

Os bastões são imprescindíveis para quem vai fazer o trekking. Seja para aliviar um pouco a subida ou te amparar nas decidas, ele é de extrema importância. Como não tínhamos, decidimos alugar um para cada.

Aproveito para deixar um alerta para vocês, porque quase nos ferramos bonito. Quando fizemos a negociação para alugar, o cara nos falou que cada bastão custaria 1500 pesos, como éramos dois sairia por 3.000 pesos — o equivalente a 15 reais. No entanto, o que não ficou claro é que esse valor era por dia alugado.

O que eu quero dizer com isso? Como ficamos 10 dias com o bastão, teríamos que pagar 150 reais. Oi? Isso mesmo. Obviamente, se soubéssemos disso, a gente teria comprado um mais vagabundo.

A nossa sorte é que o cara foi legal e percebeu que realmente foi um mal entendido, que ele também não havia deixado isso claro. Ufa! Então deixo aqui o meu alerta para vocês.

Por fim, ele nos cobrou apenas 25 reais por todos os dias. \o/

Internet

Tem internet em Torres del Paine? Sim! Mas não é nada barato, assim como tudo lá. Ah, a internet também fica restrita a praticamente o trecho do circuito W. Ou seja, do Paine Grande até o camping Central.

Ok, esse item é bem supérfluo, no entanto, caímos na tentação. Mas foi por um bom motivo: queríamos ver como estavam as publicações programadas do blog e demais redes sociais. Além disso, queríamos dar um “alô” para a nossa família, que estava bem preocupada.

Sendo assim, a gente comprou internet por 2h, sendo 6 dólares cada hora. De acordo com a conversão da época, a internet em Torres del Paine custou 40 reais. As definições de assalto foram atualizadas. rs

Total dos gastos em Torres del Paine

Pois bem, listamos aqui todos os nossos gastos para fazer o trekking em Torres del Paine. Apesar de no primeiro momento assustar um pouco, aposto que nos custou bem menos do que você imaginava.

Agora que você já está por dentro dos gastos em Torres del Paine, que tal colocar esse incrível destino na sua lista? Para te ajudar, fizemos outros dois posts que contam todo o nosso roteiro e o que levamos para Torres del Paine.

Não deixe de acompanhar as nossas redes sociais para ficar por dentro de todas as fotos desse lugar lindo e outras dicas: facebook, instagram, youtube.



  • Luan Perez

    Ótimas informações, vou anotar aqui para quando for fazer um. Abraço!

  • Fábio Ayub Brasil

    Olá Juliana! Adorei o post, mesmo não sendo adepto do trekking. Informações valiosas no seu texto! Em março iremos para a Tailândia, mas se tudo desse errado rsrs (leia-se: falta de grana) iriamos fazer um mochilão na América do Sul, a começar pelo Chile! 😉

    • Juliana Noronha

      Nossa… morro de vontade de conhecer a Tailandia!!! ♥

      Não descarte a ideia do mochilão pela América do Sul, também vale muito a pena.

  • Maria Cristina

    Esse lugar parece um sonho, as fotos de vocês no instagram tão de babar! Muuito obrigada por compartilhar essas dicas todas sobre valores, são fundamentais pra gente que tá pretendendo ir!

    • Juliana Noronha

      muito muito obrigada, Maria Cristina!! 🙂
      Fico muito feliz!
      Beijos!

  • Marlise Vidal

    Oi Juliana,
    Muito legal o artigo. Dá p/ quem quer visitar este lugar se planejar direitinho e já sabendo quanto gastará.
    Abs, Marlise

    • Juliana Noronha

      Muito obrigada, Marlise!! 🙂
      Beijos!

  • Alessandra Fratus

    Muito legal, hein?! Ótimas dicas. Vão ajudar muito no meu planejamento!

    • Juliana Noronha

      Que bom, Alessandra! 🙂
      Fico feliz!

  • Mariana Higa

    Obrigada pelas dicas, é muito difícil achar quem descreva o planejamento incluindo valores.

    • Juliana Noronha

      de nada, Mari!! 🙂

  • Fabiana Olivieri

    Parabéns pelo post! Muito informativo

    • Juliana Noronha

      Obrigada, Fabi! 🙂

  • A Culpa é do Fuso

    Muito úteis as suas dicas! Valeu!

    • Juliana Noronha

      🙂 Por nada!!

  • Amilton

    Puxa, que post completo! Favoritado aqui pra quando for fazer a minha viagem a esse paraíso, abs.

  • Amilton

    Ótimas dicas, espero poder utilizá-las em breve.
    Abs

    • Juliana Noronha

      Obrigada, Amilton!! 🙂

  • O Baú do Viajante Blog de viag

    Bom demais esse orçamento aí. Morro de vontade de fazer essa trip, realmente deve ser incrível.
    Muito útil as dicas de vocês, mandaram bem demais

    • Juliana Noronha

      Obrigada, amigo!!
      Fico feliz por ter ajudado.
      Beijão!

  • Marina Nervo

    Olá Juliana, ótimo orçamento e relato!! Uma pergunta, vc lembra que horas inicia a partida dos transportes de Puerto Natales até o Parque Torres del Paine?

    • Olá, Marina, obrigado pelo seu comentário.
      Vou responder pela Ju: não lembro exatamente os horários, até porque saímos tarde e pegamos carona num trecho até o parque.
      Mas no site deles diz que na alta temporada é às 7h30 e às 14h30, além de ter algumas informações que lhe serão úteis em todo o caso: http://www.parquetorresdelpaine.cl/es/buses-regulares
      Espero ter ajudado!

      • Marina Nervo

        Olá Yuri,
        Muito obrigada pelo link, vai ser útil sim, assim como as dicas colhidas aqui no blog de vcs!!
        Estamos indo em dezembro deste ano, também optando pelo “baixo custo” :p
        Thanks!!

        • Juliana Noronha

          Boa viagem!! Lá é lindo demais! Vocês irão amar!
          Qualquer coisa, estamos por aqui! 🙂

        • Hahahah
          Eu que agradeço pela participação!
          Boa viagem pra vocês, divirtam-se 🙂

  • Ricardo Cardoso

    Excelente post! Parabéns casal.

    • Juliana Noronha

      Obrigado, Ricardo!! ♥
      Espero ter ajudado de alguma forma!
      Qualquer dúvida, estamos por aqui! 🙂

  • RONALDO ALVES DOS SANTOS FILHO

    Oi Juliana.

    Existe limitação de horário para alguma trilha ? Parabéns pelo excelente relato.

    • Juliana Noronha

      Olá, Ronaldo!! Existe sim!
      Tem algumas trilhas que você tem que começar até tal hora. Não lembro direito agora 🙁 vou tentar achar aqui o papel e te falo.

  • Juliana Noronha

    Oi, Julian! Ela aguentou bem. O acampamento mais crítico pra gente foi o Paine Grande. Pensei que a barraca não iria aguentar, mas ficou lá. Firme e forte!
    Mas aviso: ela não é a melhor opção. Mas foi a nossa única opção. hahahah por conta do orçamento.

  • Juliana Noronha

    Olá, Felipe! Desculpa pela demora.
    Olha, de carro você só consegue chegar no Camping central (Las Torres). Isso considerando os campings do circuito principal.
    Tem um outros pontos que você chega de carro, mas depois tem que pegar um barco ou então cavalgada (ou a propria trilha)
    Agora, nenhum dos gratuitos você chega de carro

  • Anderson Ferreira

    Muito bom o artigo e videos no youtube! Por favor Continuem.

    • Juliana Noronha

      Obrigada, Anderson!!
      Pode deixar! ♥

  • Juliana Noronha

    Olá, Paulo!!

    Claro! Tem alguma dúvida em específico?

    ótima escolha, Torres del Paine é incrível.

  • Juliana Noronha

    ótima escolha! Torres del Paine é lindo!! ♥
    Então, a única forma de reservar é através dos sites mesmo. Ou então diretamente na agência lá na cidade de Puerto Natales.
    É bem provável que, em especial os campings gratuitos, estejam lotados.
    Você já viu no site da Vertice e Fantástico Sur?

    Olha, lembro que quando fiz minhas reservas, tudo estava lotado também. Tanto que tive que adiar o circuito para conseguir pegar as vagas.
    Mas quando cheguei la nos campings, não estava tão cheio assim.
    O terreno é enorme. Então quase certo que terá uma vaguinha pra sua barraca. Mas não posso garantir, né? Se quiser contar com a sorte, é com vocês!

    O paine grande e o central esse é quase impossível lotar. O maior problema seria entre eles. Que o espaço é um pouco mais limitado.
    Minha recomendação é que comece a trilha cedo para ser um dos primeiros a chegar.