Como ir de Buenos Aires a Ushuaia por terra

Fizemos todo o trajeto de Buenos Aires a Ushuaia por terra e detalhamos todos os custos, dificuldades e tempo gasto nesse post. Leia e veja qual opção é mais vantajosa para você: terrestre ou aérea.

Uma das máximas em uma viagem econômica é fugir de trechos aéreos — a não ser que consiga uma promoção, é claro. Mas via de regra, essa opção torna a viagem um pouco mais cara.  Como não estávamos, e nem estamos, em condições de gastar, vimos que a única opção era seguir o caminho de Buenos Aires a Ushuaia por terra.

De fato é uma viagem cansativa e que demanda um pouco mais de tempo. No entanto, se tempo não é problema, é possível diluir a viagem incluindo outros destinos no trajeto, como Puerto Madryn, por exemplo.

Para realizar o trecho de Buenos Aires até Ushuaia, tivemos que fazer três baldeações que contemplaram um trem e três ônibus, passando por Bahia Blanca, Puerto Madryn, Rio Gallegos e, finalmente, Ushuaia.

Primeira parada| Buenos Aires até Bahia Blanca

Desde o terminal Constitución em Buenos Aires, há um trem com destino a Bahia Blanca. Ele só sai às sextas-feiras e tem um tempo de viagem maior do que o ônibus — 12h vs 9h . Porém, se colocarmos na ponta do lápis, essa opção é bem mais vantajosa; pois além de ser mais barata, te economiza uma diária no hostel. O trem nos custou por volta de R$ 104 por pessoa, enquanto o ônibus ficava em torno de R$ 230,00.

A viagem de trem até Bahia Blanca é bem tranquila e diria que até um pouco agradável, se o banco deitasse um pouco mais. Não há serviço de bordo, contudo, eles contam com um vagão/lanchonete com preços bem razoáveis, como se fosse lanchonete de rua. E para quem gosta de ler, há um espaço de leitura onde é possível pegar livros emprestados para a viagem.

São 12h de viagem sem muitos atrasos. O horário de partida é por volta das 19h30, portanto, chegamos em Bahia Blanca bem cedo. Lembrando que o pagamento da passagem de trem só é feito em dinheiro; eles não aceitam cartão.

Segunda parada | Bahia Blanca até Puerto Madryn

Bahia Blanca é uma cidade nada turística. Sua economia é voltada para o Petróleo e as poucas hospedagens que existem são caras. Só encontramos um hostel, com uma nota péssima no booking e por isso nem nos atrevemos a buscar mais informações. Estávamos na dúvida entre seguir viagem no mesmo dia ou dormir por lá, o destino decidiu pela gente.

Passamos o dia inteiro na rodoviária de Bahia Blanca, pois assim pegaríamos o ônibus da noite, o que nos economizaria mais uma diária. Tem várias empresas que vendem esse trajeto na rodoviária, vale a pena pechinchar e pedir desconto para pagamento em dinheiro.

Eles vendem dois tipos de assentos: semi-cama e leito. Fomos no mais barato, claro. Esse ônibus vem de outro destino — o seu ponto inicial não é em Bahia Blanca — por isso não é incomum atrasar. Logo assim que entramos no ônibus, eles nos deram o jantar. Era um sanduíche, um suflê de batata muito do ruim e um flan que só Jesus na causa. Mas dá para matar a fome.

São 10 h de viagem, com algumas paradas no caminho. Como optamos por viajar de noite, nem sentimos a hora passar, porque dormimos boa parte do tempo. O ônibus de Bahia Blanca até Puerto Madryn nos custou aproximadamente 158 reais por pessoa.

Um pequeno lembrete: Puerto Madryn é patagonia, ou seja, esteja com um casaco no ônibus para quando for saltar. Chegamos por volta das 6h da manhã e o vento era de cortar.

Terceira parada | Puerto Madryn até Rio Gallegos

Chegando em Puerto Madryn você tem duas opções: esticar por uns dias na cidade — que foi o que fizemos; ou seguir viagem até Rio Gallegos. A cidade, também conhecida como a Patagônia dos bichos, tem muitos encantos. No entanto, os passeios custam caro; mas vai se acostumando, porque só piora.

Nós fizemos uma pausa de 15 dias, para tentar adiantar alguns projetos e deixamos para comprar a passagem até Rio Gallegos no dia em que iríamos embora. Não que seja um problema, mas tem uma desvantagem: eles vendem uma passagem com horário combinado do ônibus que vai de Rio Gallegos até Ushuaia. E esse ônibus só sai de manhã.

Se não pegar esse ônibus combinado, há possibilidade de ir em outros horários. Porém, quando chegar em Rio Gallegos, vai ter que esperar o dia seguinte para seguir viagem até Ushuaia, pois os ônibus só saem às 9h.

Nossas passagens estavam compradas para às 18h30, mas o ônibus só chegou depois das 20h. A viagem é tranquila, só uma vez que entraram no ônibus para poder revistar algumas bolsas, mas nada demais. O caminho é longo, mas dormimos boa parte dele. Chegamos em Rio Gallegos por volta das 14h30.

Foram 18h de viagem, são mais de 1.100 km e por consequência o preço da passagem mais caro. Pagamos por volta 290 reais para ir de Puerto Madryn até Rio Gallegos.

Quarta parada | Rio Gallegos até Ushuaia

Como falei acima, chegamos 14h30 e o próximo ônibus seria só no dia seguinte. Rio Gallegos é outra cidade nada turística. Ela funciona mais como parada mesmo para quem vai até Ushuaia. Por saber disso, parece que os donos dos hostels metem a mão na diária, sendo impossível achar algo por menos de 80 reais em um quarto compartilhado.

Com isso, a solução foi dormir na rodoviária mesmo. Tem um Carrefour enorme ao lado, onde compramos o nosso almoço e janta. Além disso, tem um restaurante com wifi. Pedimos um refrigerante e ficamos por lá até fechar.

O dia seguinte amanheceu e seguimos viagem. Essa foi a parte mais chata, porque para ir até Ushuaia é preciso sair da Argentina, entrar no Chile, sair do Chile e entrar na Argentina de novo.  Sim, perdemos boas horas nas fronteiras. A viagem tinha um tempo de duração de 14h, no entanto, levamos mais de 18h. Com isso, a nossa chegada que estava prevista para às 19h foi adiada para quase meia noite. Pagamos 183 reais por pessoa para ir de Rio Gallegos até Ushuaia.

Lembrando que os ônibus que saem de Rio Gallegos com destino Ushuaia só partem de manhã, até umas 9h30 tem ônibus saindo. Depois disso, você só vai conseguir no dia seguinte.

Quanto custa para ir de Buenos Aires a Ushuaia de ônibus?

Agora que já detalhamos todas as nossas paradas e dificuldades para chegar  até Ushuaia, vamos colocar na ponta do lápis para ver se valeu a pena mesmo, financeiramente falando.

como ir de Buenos aires a ushuaia

Ao todo foram 54h divididas entre trem e ônibus, que resultou em uma economia de 3 noites em hostel e um custo de R$ 736,00 com transporte.

Independente de qualquer coisa, para a gente era a melhor opção, já que conhecer Puerto Madryn estava no nosso roteiro. Além disso, não temos datas programadas para ir de uma cidade para outra, por isso fica difícil comprar passagem de avião com antecedência. Talvez uma pessoa que planeje esse trecho com bastante tempo de folga e queira ir direto, consiga alguma promoção de passagem aérea para ir de Buenos Aires a Ushuaia por um preço menor.

De todo modo, essa é uma opção e que pode ser atrelada à caronas, o que torna tudo mais barato. Consulte o site do Central de Pasajes para verificar preços e passagens de cada trecho. A passagem de trem só pode se comprada no guichê do terminal e em dinheiro.

Não deixe de nos seguir nas redes sociais e acompanhar todas as dicas e descobertas sobre a nossa viagem: Facebook, Instagram e YouTube.

* Foto destacada fonte:Pixabay



  • Erika Andrade

    Como fizeram para voltar? E, por alto, gastaram em torno de quantos reais?

  • Lilian Silva de Freitas

    Olá Juliana,

    Esse valor do onibus de Rio Gallegos para Ushuaia é só de ida, ou ida e volta?

    • Juliana Noronha

      Olá, Lilian! Esse valor é só de ida. Mas não sei se você olhou no quadro consolidado ou no decorrer do texto. O que passa é que no quadro a gente colocou o valor total para os dois.
      Ou seja, a passagem de Rio Gallegos até Ushuaia custou 183 reais.
      De qualquer forma, você consegue ver o valor atualizado nesse site https://www.centraldepasajes.com.ar/cdp/home.aspx
      beijos! 😀

  • Renato F Sousa

    opa Juliana blz? Pensei em fazer uma viagem ate ushuaia de bus…Se acha que vale a pena? Eu e minha esposa ja estamos com 46 anos mas espirito aventureiro.

    • Bom dia, Renato, tudo bom?
      Vou responder pela Ju!

      Acho que vale a pena sim se o seu objetivo for conhecer as belas cidades no caminho até lá. As que visitamos e recomendamos são Puerto Madryn, no litoral, e Calafate, Chaltén e Bariloche, no lado da cordilheira. Ainda tem o parque Torres del Paine, no Chile, próximo a Calafate, que é lindo demais e ótimo para aventureiros e trilheiros. Além dessas que visitamos, tem outras cidades que podem ser interessantes de incluir no roteiro, como Mar del Plata, no litoral, e várias próximas de Bariloche, que dizem ser lindas.

      Enfim, tem bastante opções.
      O que pesa na Patagonia é que ela é muito extensa e as cidades ficam bem distantes umas das outras, especialmente se for levar em conta somente as que tem atrativos turísticos. Isso acaba fazendo as viagens de ônibus serem bem extensas, então espere ficar sentado no ônibus até 20h, dependendo do trecho (a fronteira com o Chile também pode ser problemática e representar mais uma demora, já que eles são rigorosos com o que entra no país e é necessário atravessar um canal de balsa, além de parte do Chile, pra chegar em Ushuaia por terra).

      Se vocês pretendem conhecer as cidades no caminho e não têm problemas em passar horas sentados num ônibus, então vale a pena sim. Caso contrário, é mais jogo pegar um avião direto! 🙂