Roteiro para o Deserto de Atacama | com valores

Detalhei nesse post os melhores dias e sequência para ajudar você a montar o melhor roteiro para o Deserto de Atacama. Além dos preços de cada passeio.

Quantos dias ficar no Atacama? Não sei você, mas eu já estou há 40 dias e ainda não enjoei. Brincadeiras a parte, essa é uma dúvida muito comum quando alguém está montando um roteiro para o Deserto de Atacama.

Por isso, resolvi compilar nesse post algumas informações para te ajudar e fazer da sua viagem a mais encantadora possível. Além, claro, de aproveitar ao máximo tudo que o Deserto tem a oferecer.

Para tornar as coisas um pouco mais fáceis, vou dividir esse roteiro em dias, a combinar com o período que você vai ficar aqui no Atacama.

roteiro para o deserto de atacama - laguna cejar (3)

Entardecer na Laguna Tebinquiche

Roteiro para o Deserto de Atacama | 3 dias

Sim, vejo muitas pessoas chegando aqui no Atacama para ficar apenas 3 dias. Apesar de parecer pouco em um primeiro momento, dá para aproveitar bastante coisa nesse meio tempo.

A minha principal recomendação para quem vem por poucos dias aqui no Atacama é estar bastante hidratado e, se possível, tomar o chá de Chachacoma.

Isso porque como o seu tempo é mais curto, é bem provável que você não consiga de adaptar no que diz respeito a altitude. Portanto, quanto mais você conseguir minimizar o mal de altitude, melhor.

Pois bem, com um roteiro de apenas três dias aqui no Atacama, você precisa ter uma programação um pouco mais corrida.

Valle de la Luna e Valle de la Muerte

Valle de la Luna – Deserto de Atacama

Dia 1 – Valle de la Luna

Considerando que você chegou nesse dia pela manhã, a sua melhor opção é incluir o Valle de la Luna na parte da tarde (15h ou 16h no horário de verão).

A área desse passeio tem quase a mesma altura que San Pedro de Atacama, não tem muitas caminhadas e não necessita nenhum tipo de roupa especial. Por isso, é perfeito para começar.

Dia 2 – Piedras Rojas + Tour Astrônomico

Apesar de ser um passeio mais alto — acima dos 4.000 m — resolvi colocá-lo já no segundo dia aqui no Atacama. Não tem jeito, você não te muito para onde correr. Ou é isso, ou você não vai aproveitar os principais passeios.

Coloquei esse porque, mesmo com a altura, vamos subindo aos pouquinhos. Diferentemente dos Geisers, que em 1h30 a gente sai dos 2.300 para os 4.300. O tour para as Piedras Rojas dura o dia inteiro. Ou seja, saímos às 7h da manhã e retornamos por volta das 17h.

Mesmo podendo ser um pouco cansativo, a melhor opção é reservar o Tour Astronômico para esse mesmo dia. O principal motivo é porque o Tour Astronômico é bem instável. Temos todas as estações aqui no Atacama em um só dia. Por isso, seu tour pode ser simplesmente cancelado porque o céu ficou nublado.

Sendo assim, se você deixar para o último dia, vai acabar ficando sem. Ah, Ju, por que você não colocou para o primeiro dia? Simplesmente porque, se for uma boa empresa, fica bem difícil de conseguir vaga para o mesmo dia. Mas se você conseguir e tiver disposto, pode pôr.

Dia 3 – Geisers del Taltio + Laguna Cejar/Lagunas Escondidas de Baltinache

Em tese, seu último dia por aqui. Como recomendação no tópico anterior, é bom deixar os Geisers para os últimos dias, na intenção de se acostumar mais com a altitude.

Esse é um passeio bem doído, porque acordamos bem cedinho (5h da manhã é o horário de saída) e pegamos temperaturas abaixo de zero. Além disso, tem toda a questão da altitude também.

Mas não tem outra opção, o fenômeno dos Geisers é muito especial e precisa da combinação de uma série de fatores para acontecer. Por isso, não é uma coisa que você encontrará em qualquer lugar.

Pois bem, saindo por volta das 5h e retornando às 12h, esse é um passeio de meio dia. Por isso, pode ser tranquilamente combinado com algum outro pela tarde. No entanto, deixo uma recomendação muito especial aqui. Não reserve nada com antecedência para esse dia.

O melhor a se fazer é deixar a tarde livre. Quando voltar, você poderá avaliar se está bem para fazer mais um passeio ou não. Porque se você faz a reserva e, por um acaso, volta do passeio sentindo dor de cabeça ou alguma outra coisa que te impeça de fazer o passeio, já era. Perdeu o dinheiro.

Como tem muitas empresas aqui no Atacama, pode ter certeza que você não ficará sem passeio (é só não deixar para decidir isso às 15h50). Agora, você só precisará decidir entre a Laguna Cejar ou Lagunas Escondidas.

Lagunas escondidas de baltinache banho

Lagunas escondidas de baltinache – primeira lagoa

Roteiro para o Deserto de Atacama | 4 dias

Se você quiser continuar aproveitando ao máximo a sua viagem, Para um roteiro de 4 dias, indico tudo igualzinho ao roteiro anterior, inclusive a ordem. No entanto, agora temos mais um dia livre.

Dia 4 – Salar de Tara

Ao meu ver, esse passeio tem que ser o último. Inclusive, após os Geisers del Tatio. Isso porque, além da altura, é um passeio que possui um caminho muito duro. Ou seja, sacoleja bastante. Isso somado a altitude não é uma coisa muito legal. Sendo assim, se você optar por fazer o Salar de Tara, deixe para o último dia.

Esse também é um passeio de dia inteiro. Saímos por volta das 8h da manhã e retornamos por volta das 17h.

Lendo uma revista em uma das Lagunas Escondidas de Baltinache

Lendo uma revista em uma das Lagunas Escondidas de Baltinache

Roteiro para o Deserto de Atacama | 5 dias

Se você for ficar durante 5 dias aqui no Atacama, você tem algumas opções. A primeira é fazer em dias separados o que recomendamos no Dia 3. Ou seja, faz a Laguna Cejar ou Lagunas Escondidas no dia 3 a tarde, ficando com a manhã livre, e os Geisers no dia 4, ficando com a tarde livre.

Dia 5

Com mais um dia aqui em San Pedro, uma boa opção é incluir o Valle del Arcoiris no roteiro. Um passeio pouco valorizado, mas com lindas paisagens e muita aula de geografia. Ou mesmo, tirar o dia para andar de bike pela cidade.

A partir de agora, vou recapitular o roteiro para quem tem 5 dias no Deserto de Atacama, só para ficar mais organizado, já que com mais dias não é tão recomendado fazer o Piedras Rojas logo no dia seguinte.

Ficaria assim:

  1. Valle de la Luna (tarde dia 1)
  2. Valle del Arcoiris (manhã dia 2) + Laguna Cejar/Escondidas (tarde dia 2)
  3. Piedras Rojas (dia 3 todo) + Tour Astronômico (noite dia 3)
  4. Geisers (manhã dia 4)
  5. Salar de Tara (dia 5 todo)

Roteiro para o Deserto de Atacama | 6 dias

Se eu tivesse que falar quantos dias são necessários para conhecer bem e de forma tranquila o Deserto de Atacama, partiria de 6 dias inteiros. Dessa forma, você não precisa fazer uma programação tão corrida, se quiser conhecer apenas os mais principais.

A outra vantagem de trabalhar com 6 dias ou mais é a liberdade para fugir um pouco da rota turística, optando por passeios mais incomuns.

Com seis dias, você pode encerrar a sua estadia com as Termas del Puritama para relaxar um pouco e fugir da correria dos passeios. Pode incluir um sandboard no seu roteiro. Ou até mesmo a subida em alguns dos vulcões da região — apesar de que, quando eu falo em vulcão aqui na América do Sul só consigo recomendar o Villarrica, em Pucón.

Deserto de Atacama + Salar de Uyuni | Roteiro

Quer fechar o seu roteiro para o Deserto de Atacama com chave de ouro? Tente incluir a travessia do Salar de Uyuni na sua programação. Sério, é quase um pecado vir até aqui e não acrescentar o Uyuni — se tiver com pouco dinheiro, eu até entendo.

Nesse momento, você tem três opções:

  • Atacama – Uyuni – Atacama: escolhendo o tour de 4 dias e 3 noites, atravessando o Salar e voltando para San Pedro.
  • Atacama – Uyuni: escolhendo o tour de 3 dias e 2 noites, atravessando o Salar e ficando na Bolívia.
  • Uyuni – Atacama: começando a travessia pela Bolívia e depois ficando em San Pedro de Atacama — inclusive, dizem que a travessia é mais barata da Bolívia para o Chile.

Quanto custa fazer os passeios no Deserto de Atacama?

Infelizmente, não há muitas opções para se fazer aqui no Atacama a parte dos passeios oferecidos pelas agências — se você tiver ou puder alugar um carro, até conseguirá fazer um pouco mais.

Mas não se preocupe, como já falei em outros posts, San Pedro de Atacama é bem democrático. Ou seja, consegue atender a quase todos os bolsos.

Mas lembre-se: você vai receber o que pagar. Se a sua intenção é ter mais um transfer que te leve para os lugares e uma pessoa que te explique meia dúzia de coisas, pode ter certeza que conseguirá preços bem em conta.

Agora, se você estiver disposto a pagar um pouco mais para receber um serviço personalizado, com guias em português e o grupo menor de pessoas, saiba que também encontrará por aqui.

De maneira geral, as empresas tradicionais cobram os seguintes valores para os passeios aqui no Atacama:

  • Geisers del Tatio: 18 mil pesos + 10 mil pesos de entrada
  • Valle de la Luna: 8 mil pesos + 3 mil pesos de entrada
  • Piedras Rojas: 40 mil pesos + 6,5 mil pesos de entrada
  • Laguna Cejar: 13 mil pesos + 17 mil pesos de entrada
  • Lagunas Esconidas: 13 mil pesos + 5 mil pesos de entrada
  • Salar de Tara: 40 mil pesos
  • Valle del Arcoiris: 20 mil pesos + 3 mil pesos de entrada
  • Termas del Puritama: 10 mil pesos + 15 mil pesos de entrada (manhã, feriados e final de semana) ou 9 mil (tarde)
  • Tour Astronômico: 15 mil pesos
  • Aluguel de Bike: 3,5 mil por 6 horas
  • Aluguel de Prancha de Sandboard: 3,5 mil pesos

Esse são os preços dos passeios de agências básicas aqui em San Pedro de Atacama. Se fechar um pacote com a mesma empresa, terá um desconto considerável.

Se não quiser errar na escolha de uma agência em San Pedro de Atacama, clique aqui para cotar os seus passeios com a Ayllu

Espero ter dado a ajuda necessária para montar o seu roteiro para o Deserto de Atacama da melhor maneira possível. Se tiver restado qualquer dúvida, basta deixar aqui nos comentários.



  • Adorei as dicas pra montar un roteiro! Em relação a melhor época para ir, é nto arriscado ir no final de janeiro e pegar chuva?

    • Olha, Pri, estamos no deserto mais árido do mundo, né, então eu diria que o risco não é algo que deva impedir a sua viagem se você não puder viajar em outra época.

      Mas o risco existe. É a época mais propensa a isso (de janeiro a março e a chamam de inverno altiplânico) e pode acontecer de você pegar uma tempestade de chuva ou neve na região que vai acabar atrapalhando algum passeio. Se sua estadia aqui for longa, talvez esse risco se dilua bastante, agora se vier para ficar 2 ou 3 dias, pode acabar voltando frustrada pra casa.

      • Obrigada Yuri! Vou reavaliar considerando tudo isso, obrigada!!

  • Aline, em minhas buscas também achei algumas coisas meio controversas, mas para tentar sintetizar tudo que já li e ouvi falar:

    Não chove muito. Ponto. Estamos no deserto mais árido do mundo e o índice de chuva é baixíssimo.

    Em janeiro, o mês do maior índice pluviométrico segundo o gráfico abaixo, foi registrado somente 22 mm de chuva (https://pt.climate-data.org/location/21732/).
    https://images.climate-data.org/location/21732/climate-graph.png

    A nível de comparação, o mesmo site aponta o menor índice pluviométrico do ano no Rio de Janeiro no mês de julho com 55 mm de chuva, mais do que o dobro (https://pt.climate-data.org/location/853/).
    https://images.climate-data.org/location/853/climate-graph.png

    ENTRETANTO, janeiro é disparado o mês com maior índice pluviométrico no gráfico e o tal do inverno altiplânico é implacável e pode gerar tempestades fortes, curtas e de poucos dias que podem cair exatamente no período da sua viagem e prejudicá-la totalmente, fechando passeios, estradas e até alagando um pouco a cidade.

    Nos últimos anos, aliás, essas tempestades parecem ter ficado mais frequentes.

    OU SEJA, não vai chover o verão inteiro no ritmo que chove no Rio de Janeiro, por exemplo. Os dias de chuva ainda devem ser raridade, mas há o risco de cair uma tempestade bem quando você estiver aqui, o que infelizmente acabaria com seus planos, por isso dizem que arriscado.

    • Aline Cezária

      Obrigada Yuri, Outra coisa, esses valores são atualizados? Preço 2017?

      Geisers del Tatio: 18 mil pesos + 10 mil pesos de entrada
      Valle de la Luna: 8 mil pesos + 3 mil pesos de entrada
      Piedras Rojas: 40 mil pesos + 6,5 mil pesos de entrada
      Laguna Cejar: 13 mil pesos + 17 mil pesos de entrada
      Lagunas Esconidas: 13 mil pesos + 5 mil pesos de entrada
      Salar de Tara: 40 mil pesos
      Valle del Arcoiris: 20 mil pesos + 3 mil pesos de entrada
      Termas del Puritama: 10 mil pesos + 15 mil pesos de entrada (manhã, feriados e final de semana) ou 9 mil (tarde)
      Tour Astronômico: 15 mil pesos
      Aluguel de Bike: 3,5 mil por 6 horas
      Aluguel de Prancha de Sandboard: 3,5 mil pesos

      • Juliana Noronha

        Oi, Aline!!
        Sim, todos esses preços estão atualizados. Como estou trabalhando em uma agência aqui no Atacama, coloquei os preços bem próximos do que são praticados.
        Lembrando que ao comprar um pacote com uma mesma empresa, é sempre mais vantajoso.
        Beijos!!

  • Becca

    Gentee, vcs estão salvando minha viagem!
    A minha única dúvida é: escondidas ou cejar?
    Beijos

    • Juliana Noronha

      Eu, particularmente, gosto mais das lagunas escondidas, até porque é um pouco mais vazia. Mas o final de tarde na laguna tebenquiche (uma lagoa que a gente visita no tour da laguna cejar) é surrealmente lindo.

      Difícil, não? hahahahah

  • Roberta Beendendo

    Juliana tudo bem? Adoro suas dicas! Estou querendo ir p o atacama com meu marido em dezembro, ainda estou indecisa em quantos dias ficar, mas gostaria de saber se fazendo o passeio do salar de uyuni passamos por alguns desses passeios q vc postou? Nossa intenção é ir e voltar para o atacama!
    Obrigada

    • Juliana Noronha

      Oi, Roberta!

      Você não vai passar pelo mesmo lugar, mas pode ver paisagens parecidas.

      Então, no passeio para o Uyuni você vai passar pelo Geysers sol da manhã, mas o de lá é um campo geotermico minúsculo e aqui em San Pedro tem o terceiro campo geotermico do mundo. Enfim, o fenômeno é o mesmo, mas em outras proporções.

      Outra coisa é que no Uyuni você vai ver muitas lagoas e flamingos e aqui também.

      Minha dica é, se você tiver condições de fazer os dois (uyuni e san pedro), vale muito a pena. Mas se tiver que sacrificar, os mais distintos aqui em San Pedro seria o Valle de la luna, a laguna cejar ou lagunas escondidas (que são as lagoas para flutuar), o tour astronômico e as Piedras Rojas (se quiser ver as pedras vermelhas).

      Se for fazer o Uyuni, separa 4 dias para ir e voltar.

  • Juliana Noronha

    Sim, patagonia é melhor no verão! Mas não descarte da lista, foi um dos lugares mais bonitos que já visitamos.

    Nós fomos em agosto também para o Uyuni, o único “negativo” é que não tem aquele efeito espelho que vemos nas fotos. hahahaha

  • Juliana Noronha

    Oi, Anne!
    Eu trabalho na Tour Connection e o Yu no Tour Miscanti. 🙂

  • Juliana Noronha

    1. Não. Cartão em agência aqui é um pouco complicado. Na agencia que eu trabalho a gente aceita, mas sai mais caro. Quero dizer, não podemos dar tanto desconto. E alguns passeios, como Uyuni, por exemplo, não podemos aceitar o pagamento em cartão. Restaurante é mais fácil de conseguir passar cartão.

    2. Sim, 3 dias em San Pedro é bem ok, ainda mais porque você vai para o Uyuni.

    3. Não sei te informar mesmo, mas acredito que sim. Porque atendo maior galera que faz o caminho inverso, de Cusco para cá.

    de nada!!!! Qualquer coisa é só falar.